Amorim conversa com chanceler do Irã sobre polêmica nuclear

DAVOS - O ministro de Relações Exteriores, Celso Amorim, disse nesta sexta-feira que conversou com seu colega iraniano em um esforço para reiniciar o diálogo sobre o programa nuclear de Teerã. Amorim disse ter se encontrado com Manouchehr Mottaki na quinta-feira durante o Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça.

Reuters |

Diplomatas ocidentais afirmam que o Irã recusou uma proposta sobre enriquecimento de urânio esboçada para evitar que o material seja usado na fabricação de armas nucleares.Estados Unidos e aliados europeus estão em busca de sanções mais duras da Organização das Nações Unidas contra Teerã.

Amorim disse que o Brasil não quer atuar como mediador na polêmica. "Mas temos tido conversas com o Irã e outros países... países ocidentais", disse o chanceler à Reuters.

Ele disse que, assim como as potências ocidentais, o Brasil também se preocupa com o trabalho nuclear do Irã, "mas ao mesmo tempo respeita o direito do Irã de ter seu programa nuclear para fins pacíficos".

A proposta, mediada pela Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), pede que Teerã envie a maior parte de seu urânio enriquecido para outros países de uma só vez em troca de combustível para seus reatores nucleares para fins médicos.

Amorim disse ter conversado sobre o tempo e a quantidade de urânio que seria envolvido em qualquer acordo.

(Clara Ferreira Marques)

Leia mais sobre: Irã

    Leia tudo sobre: armas nuclearescelso amorimirã

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG