problemas , mas garante cooperação com França - Mundo - iG" /

Amorim antecipa problemas , mas garante cooperação com França

Paris, 12 jun (EFE).- O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, antecipou hoje que, na gestão do acidente do avião da Air France que se acidentou no Oceano Atlântico, surgirão problemas jurídicos e de outros tipos, mas insistiu na cooperação que mantém com o Governo francês.

EFE |

Os assuntos que se referem a "tragédias pessoais e familiares fortes são temas difíceis. Vão surgir problemas de natureza jurídica e variável", disse Amorim à imprensa em Paris, horas após se reunir com o ministro de Exteriores francês, Bernard Kouchner, com quem discutiu a questão.

O chanceler brasileiro destacou que, neste ponto, tinha tratado com Kouchner, principalmente, "a cooperação entre os Governos", entre outros aspectos do resgate e identificação de corpos dos 228 ocupantes do avião.

Afirmou que "havia um interesse francês em ter presença" nesses trabalhos de identificação, e que ele a tinha garantido.

A atuação dos legistas enviados pela França a Recife, onde está sendo feita a identificação dos cadáveres recuperados, "está garantida", disse, antes de reconhecer que pode ter havido algum desajuste quando chegaram, porque "estas coisas demoram um tempo".

Amorim enfatizou que, apesar da gestão da tragédia do avião acidentado ter sido "importante" em sua reunião ontem com Kouchner, os dois ministros também abordaram questões como a ONU, a cooperação bilateral entre os dois países, o plano estratégico entre as duas nações e a viagem ao Brasil do presidente francês, Nicolas Sarkozy, em setembro.

O ministro brasileiro participou, na capital francesa, de um ato pelo 10º aniversário da Cátedra Mercosul do Instituto de Estudos Políticos de Paris, onde estava presente o diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Pascal Lamy. EFE ac/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG