emocionados - Mundo - iG" /

Americanos resgatados por forças colombianas dizem estar emocionados

Washington, 5 jul (EFE).- Os três americanos resgatados junto com Ingrid Betancourt e outros 11 reféns das mãos das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) agradeceram de coração ao Governo da Colômbia pela operação de resgate, e confessaram estar emocionados.

EFE |

Marc Gonsalves, Thomas Howes e Keith Stansell permanecem no Hospital Militar Brooke, em San Antonio (Texas), onde os médicos continuam realizando exames, embora em princípio tenham determinado que se encontram bem de saúde.

Também darão dados às autoridades americanas sobre as operações da guerrilha que puderam observar.

"Durante cinco longos anos tivemos a esperança e oramos para que este dia chegasse. Agora que está aqui, nos sentimos tocados pela emoção", disseram, em declaração divulgada pelo Exército dos Estados Unidos.

"O amor e a alegria que sentimos é indescritível", acrescentaram.

Os três americanos foram seqüestrados em 13 de fevereiro de 2003, quando o pequeno avião na qual viajavam pelas selvas de Caquetá (sudoeste colombiano) durante uma missão de vigilância para o combate ao narcotráfico fez uma aterrissagem de emergência devido a uma falha mecânica.

Segundo os Estados Unidos, guerrilheiros das Farc assassinaram os outros dois tripulantes, o funcionário Tom Janis e o sargento colombiano Luis Cruz.

"Queremos agradecer de coração ao Governo e às Forças Armadas da Colômbia. A operação que realizaram para nos resgatar entrará para a história, é algo de que nunca nos esqueceremos pelo resto de nossas vidas", afirmaram os três ex-reféns.

Os americanos, que trabalhavam para a empresa Northrop Grumman, foram resgatados na quarta-feira passada, depois que uma equipe das forças especiais da Colômbia enganou os guerrilheiros que os mantinham como reféns fazendo-se passar por um grupo humanitário.

Os americanos também agradeceram o Governo dos Estados Unidos "que nunca se esqueceu" deles e de suas famílias, "por sua paciência, seu amor e seu apoio".

Aos meios de comunicação, pediram respeito por sua privacidade neste momento, para se readaptar a suas famílias. EFE cma/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG