Americanos recuperam controle de navio atacado por piratas na Somália

Washington, 8 abr (EFE).- Os tripulantes americanos da embarcação Maersk Alabama, capturado por piratas somalis, recuperaram o controle do navio, segundo fontes do Ministério da Defesa americano.

EFE |

Durante a captura, segundo a imprensa americana, quatro piratas entraram a bordo do navio, de 17 mil toneladas, capturado quando navegava perto do litoral da Somália, com cerca de 20 tripulantes americanos.

No começo da manhã, o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, disse que o Governo do presidente Barack Obama, estudava que medidas poderiam ser tomadas para resolver a captura da embarcação de bandeira americana.

"Nossa prioridade maior é a segurança dos membros da tripulação no navio", disse Gibbs.

O cargueiro navegava rumo a Mombaça quando foi atacado, às 5h (23h de Brasília de ontem), a cerca de 500 quilômetros do litoral da Somália, informou a empresa Moller-Maersk, em Copenhague.

O ato de pirataria ocorreu a centenas de quilômetros da embarcação de guerra americana mais próxima, em uma das vias de navegação mais perigosas do mundo.

O executivo-chefe da filial americana da firma, John Reinhart, disse, em entrevista coletiva na Virgínia, que não podia confirmar se a tripulação tinha recuperado o controle do cargueiro, que, segundo ele, possuía 101 contêineres de produtos alimentícios.

Esta captura é a mais recente em uma série de ataques de piratas na região e os especialistas acham que a melhoria nas condições meteorológicas facilita as operações das pequenas embarcações usadas pelos atacantes. EFE jab/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG