Americanos desaprovam reforma da saúde de Obama

A maioria dos eleitores americanos desaprova a ambiciosa reforma da saúde que deverá ser aprovada pelo Senado antes de quinta-feira, segundo pesquisa publicada nesta terça-feira, e que mostra, além disso, a popularidade do presidente Barack Obama afetada pelo assunto.

AFP |

A reforma do sistema de saúde, um dos principais projetos do governo Obama, conta com 53% de opiniões desfavoráveis, segundo esta pesquisa da Universidade de Quinnipiac.

Os eleitores também desaprovam a maneira como Obama realiza a reforma (56% contra 38%).

Em julho, Obama tinha 20 pontos de vantagem em relação aos republicanos, numa pesquisa que media índices de confiança para tratar da reforma da saúde. No entanto, "esta margem foi reduzida e, hoje, o percentual é de 45% contra 40%", destacou Peter Brown, do Instituto Quinnipiac.

Na primeira votação realizada na segunda-feira, o plano recebeu 60 votos dos 100 necessários para ser aprovado pelo Senado. A aprovação deverá acontecer antes do Natal.

O texto do Senado deverá depois ser analisado junto com o da Câmara de Representantes antes de ser promulgado por Obama.

A pesquisa foi realizada entre os dias 15 e 20 de dezembro, tendo sido ouvidos 1.616 eleitores e possui margem de erro de 2,4 pontos.

ao/cel/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG