sonho americano está cada vez mais distante - Mundo - iG" /

Americanos acham que sonho americano está cada vez mais distante

Washington, 16 mar (EFE).- Mais da metade dos americanos acreditam que o sonho americano está cada vez mais fora de seu alcance e um número crescente considera que os Estados Unidos estão em declínio, segundo uma pesquisa universitária divulgada hoje.

EFE |

Realizado pela universidade Xavier, de Cincinnati, no estado de Ohio, o estudo foi divulgado no momento em que aumenta o debate nos EUA sobre como reativar a economia nacional.

A crise bateu com força nas minorias e na comunidade imigrante.

Curiosamente, são justo eles - os afro-americanos, os latinos e os imigrantes recém-chegados - que tem uma visão mais otimista em relação ao sonho americano.

"O sonho americano passa por problemas, mas se mantém vivo nos novos imigrantes, nos latinos e nos afro-americanos. A esperança de prosperidade sobrevive entre quem tem menos", disse em comunicado Mike Ford, fundador do Instituto para Políticas e o Sonho Americano da universidade Xavier.

Mesmo assim, 67% dos entrevistados disseram confiar que, como indivíduos, poderão alcançar esse sonho em algum momento de suas vidas. Já 60% dos americanos acreditam que é cada vez mais difícil conseguir a prosperidade embutida na ideia do sonho americano, em comparação com a geração de seus pais, e apenas um terço acha que agora é mais fácil realizá-lo.

Um total de 68% considera que será mais difícil que seus filhos alcancem o sonho americano, enquanto 45% disseram que será "muito mais difícil".

Aproximadamente 58% dos consultados afirmou que os EUA estão em declínio, contra 32% que opinam que o país vai crescer.

Além disso, há uma "estreita maioria" de 52% que acha que, no final do chamado "século americano" e com a vitória na Guerra Fria, o mundo procura a liderança de outros países. Apenas 45% pensam que os EUA continuam representando o futuro.

De acordo com a pesquisa, o maior pessimismo em relação ao sonho americano e à segurança financeira vem das mulheres brancas da região central dos Estados Unidos, particularmente aquelas entre 40 e 64 anos de idade.

As pessoas questionadas mediram o sucesso do sonho americano em conquistas sociais como o aproveitamento de oportunidades, a liberdade, a estabilidade familiar, a segurança financeira, a felicidade, ter um bom emprego, ser dono de uma casa e acumular riqueza, entre outros.

Os que definem o sucesso desse sonho em termos de oportunidades, liberdade e vida familiar registraram atitudes mistas, mas majoritariamente negativa, segundo a pesquisa universitária.

Entre as minorias, 39% dos afro-americanos e 37% dos latinos consideraram que, apesar de tudo, o sonho americano se encontra nas melhores condições possíveis. Dentro desses grupos, 36% dos latinos e 35% dos afro-americanos opinaram que este está "na pior condição possível".

A pesquisa foi realizada entre os dias 14 e 21 de fevereiro com 1.022 adultos e tem uma margem de erro de 3,1%. EFE mp/pb/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG