Americano islamita é condenado a 22 anos de prisão por planejar ataques

Um americano islamita foi condenado hoje a 22 anos de prisão por ter planejado atentados contra bases militares, sinagogas e representações diplomáticas israelenses em Los Angeles, informou a promotoria da Califórnia (oeste).

AFP |

Levar Washington, de 30 anos, admitiu dezembro a tentativa de lançar "uma guerra terrorista contra o governo americano" e de "opor-se pela força à autoridade do governo dos Estados Unidos".

Segundo a ata de acusação, Levar Washington integrava um grupo formado por outros dois acusados, Kevin James e Gregory Patterson, que também se declararam culpados. Um quarto acusado, Hammad Samana, foi internado em unidade psiquiátrica.

Os quatro homens foram detidos em 2005 em Los Angeles.

A promotoria acusou James de ter fundado em 1997 um grupo islamita radical na penitenciária de Sacramento (norte da Califórnia) onde cumpria pena, e onde recrutou seus cúmplices para planejar ataques.

Entre os alvos escolhidos pelo grupo chamado "Jamiyyat Ul-Islam Is-Saheed" (JIS, "Grupo islâmico do martir"), figuravam bases militares, o aeroporto de Los Angeles, além de sinagogas e consulados.

pb/rpl/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG