Americano e francês recebem Prêmio Abel na Noruega por teoria dos grupos

Copenhague, 20 mai (EFE).- O americano John Griggs Thompson e o francês Jacques Tits receberam hoje o prêmio Abel, considerado o Nobel de Matemática, das mãos do rei Harald V da Noruega em um ato realizado no Salão de Aula Magna da Universidade de Oslo.

EFE |

Thompson e Tits foram premiados por suas conquistas no campo da álgebra e, principalmente, por definir as bases da teoria dos grupos moderna.

A teoria dos grupos, que se encarrega dos estudos e da classificação deles, é uma espécie de "ciência das simetrias" que serve para entender a relação entre reflexos e rotações de icosaedros e para revelar os segredos do cubo de Rubik.

Antes da cerimônia, os premiados foram recebidos em uma audiência pelo rei Harald V e pela rainha Sonja, no Palácio Real de Oslo, e serão homenageados esta noite com um banquete no Forte de Akershus, onde serão recebidos pela ministra de Pesquisa e Educação Superior norueguesa, Tora Aasland.

Os matemáticos farão duas palestras amanhã na Universidade de Oslo.

Nascido em 1932, no estado americano do Kansas, Thompson se graduou na Universidade de Yale em 1955 e concluiu o doutorado quatro anos depois na Universidade de Chicago.

Thompson é professor emérito de matemática pura nas Universidades de Cambridge e da Flórida.

Membro da Academia Nacional das Ciências dos Estados Unidos desde 1971, ele coleciona entre outros prêmios o Senior Berwick da Sociedade de Matemática de Londres (1982) e a Medalha da Ciência dos EUA (2000).

Tits nasceu em 1930 em Uccle, na Bélgica, mas se naturalizou francês em 1974.

Entre as instituições de ensino onde lecionou, figuram a Universidade de Bruxelas, a Universidade de Bonn (Alemanha) e o Collège de France, de onde é professor emérito desde 2000.

Membro da Academia das Ciências francesa desde 1974, Tits recebeu, entre outros, o prêmio Wolf (1993) e a Medalha Cantor da Sociedade de Matemática Alemã (1995).

O prêmio Abel tem esse nome em homenagem ao matemático norueguês Niels Henrik Abel (1802-1829), e foi criado pelo Parlamento norueguês em 2002, mas a instituição que o outorga é a Academia das Ciências e as Letras da Noruega.

O Comitê Abel, composto por cinco matemáticos reconhecidos internacionalmente, escolhe anualmente o vencedor, que recebe um prêmio de 6 milhões de coroas norueguesas (US$ 1,2 milhão). EFE alc/wr/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG