Americana usa identidade de sua filha para animar torcida

GREEN BAY, Wisconsin - Uma mulher de 33 anos foi acusada de roubar a identidade de sua própria filha para frequentar as aulas no ensino médio e participar da equipe de animadoras de torcida do colégio.

AP |

Acordo Ortográfico

Wendy Brown foi acusada do roubo de identidade depois de se inscrever numa escola do Estado de Wisconsin como sua filha.

A acusação diz que Brown reconheceu dizer aos responsáveis pela escola que tinha 15 anos porque "queria se formar no ensino médio e participar da equipe de animadoras de torcida".

AP

Mãe assume o lugar da filha 

Ela participou do treinamento, recebeu um armário no vestiário das animadoras e foi a uma festa na casa do técnico.


A acusação diz que Brown tem histórico em personificação. Sua filha vive em Nevada com a mãe de Brown.

Brown não foi localizada para comentar o assunto e não há registro de um advogado que pudesse falar em seu nome.

Leia mais sobre identidade

    Leia tudo sobre: apcheerleaders

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG