alma do Partido Democrata - Mundo - iG" /

América presta a última homenagem a Ted Kennedy, alma do Partido Democrata

O presidente Barack Obama, três ex-presidentes (George Bush, Bill Clinton e Jimmy Carter) e a elite da nação assistiram neste sábado aos funerais católicos do legendário político americano Edward Kennedy. Foram quase duas horas de uma cerimônia para mais de mil convidados, entre as pessoas mais importantes do país.

AFP |

Uma guarda de honra uniformada introduziu solenemente o caixão de Kennedy na Basílica de Boston.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, fez o elogio fúnebre ao senador Ted Kennedy, durante a missa de corpo presente, na Basílica de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, (Massachusetts, nordeste dos EUA), e a quem qualificou de defensor dos pobres e de "alma do Partido Democrata".

"O mundo se lembrará de Ted Kennedy como o defensor dos pobres, a alma do Partido Democrata e o Leão do Senado dos Estados Unidos", declarou Obama, que trabalhou ao lado dele na Casa entre 2005 e 2008.

Em discurso emocionado, Obama se referiu ao "caçula da família que se tornou seu patriarca, o sonhador inveterado que se tornou sua rocha".

Obama também mencionou "a resistência e o humor" de Ted Kennedy, falecido terça-feira aos 77 anos vítima das consequências de um tumor no cérebro, que "venceu mais sofrimentos e tragédias que a maioria dentre nós nunca conhecerá".

"Em vez de se tornar amargo e endurecido, ele se transformou em alegre combatente, que lutou pelos direitos dos outros e se tornou o maior legislador de nossa época", prosseguiu o presidente americano diante da família de Ted Kennedy e dos ex-presidentes George W. Bush, Bill Clinton e Jimmy Carter, entre outras personalidades.

"Ele perdeu dois irmãos e a irmã, aos 16 anos. Viu os dois mais velhos serem arrancados com violência do país que eles amavam", lembrou, em referência ao irmã mais velhos, Joseph, morto num acidente com ume avião durante a Segunda Guerra Mundial, e a irmã Kathleen, também vítima de um acidente de aviação em 1948, e aos assassinatos do presidente John F. Kennedy em 1963 e de seu irmão Robert, candidato à eleição presidencial, em 1968.

Ted Kennedy tambem "viu dois de seus filhos lutarem contra o câncer, tendo enterrado três sobrinhos e conhecido fracassos pessoais e reveses ..."

"Uma tal sucessão de acontecimentos teria quebrado um outro homem. Mas não a Ted Kennedy".

"Aqueles entre nós que o amavam e que sofrem com sua partida, conheceram Ted Kennedy por outros títulos que possuía: pai, irmão, marido, tio Teddy ou, como o chamavam os mais jovens de seus sobrinhos e sobrinhas, "the Grand Fromage", prosseguiu Obama (em francês no texto0.

"Em todo o caso, Ted era o 'alegre combatente'", resumiu.

Concluiu suas palavras evocando "uma única imagem, marcante, a imagem de um homem num barco, com os cabelos brancos desalinhados, sorrindo amplamente e navagando ao vento, prestes a enfrentar não importa qual tempestade, em direção ao lugar novo e maravilhoso, bem além do horizonte".

O conhecido violoncelista Yo-Yo Ma e o famoso cantor de ópera Plácido Domingo cantaram durante a missa, celebrada pelo arcebispo de Boston, o cardeal Sean O'Malley.

Em Washington, o cortejo que leva os restos de Kennedy ao cemitério nacional de Arlington deverá se deter brevemente perto do Senado para uma oração.

col/yw/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG