Ameaça terrorista nos EUA é a mais alta desde 11/9, diz governo

Janet Napolitano diz que ameaça terrorista evoluiu de forma significativa nos últimos dez anos e não se resume à Al-Qaeda

iG São Paulo |

A secretária de Segurança Interna dos Estados Unidos, Janet Napolitano, alertou nesta quarta-feira que a ameaça de terrorismo contra os EUA permanece, em alguns aspectos, "em seu nível mais elevado" desde os ataques de 11 de setembro de 2001.

Além das ameaças feitas pela Al-Qaeda, o grupo terrorista por trás dos atentados de 11/09, Napolitano afirmou que o país enfrenta novas ameaças daqueles que se inspiraram no grupo e dos que já estão dentro dos EUA.

"A ameaça terrorista que nosso país enfrenta evoluiu de forma significativa nos últimos dez anos - e continua a se desenvolver. De certa forma, a ameaça diante de nós está no seu grau mais elevado desde aqueles ataques", afirmou Napolitano num depoimento ao Comitê de Segurança Interna da Câmara dos Deputados.

Ela também disse que terroristas que já estão nos Estados Unidos planejam ataques dentro do país e que "eles poderiam executar atos de violência sem dar nenhum sinal". "Não podemos garantir que nunca haverá outro ataque terrorista e não podemos isolar nosso país numa redoma de vidro", afirmou Napolitano em seu depoimento. "No entanto, continuamos a fazer todo o possível para reduzir o risco de terrorismo na nossa nação."

Com Reuters

    Leia tudo sobre: terrorismo11 de setembroataqueseua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG