Ameaça por carta deixa assessores de McCain em quarentena

Membros da equipe de campanha do escritório do Colorado do candidato republicano à Casa Branca, John McCain, foram postos em quarentena, nesta quinta-feira, depois de receberem uma carta contendo uma ameaça com um pó branco suspeito, informou o serviço secreto americano.

AFP |

"Os funcionários de McCain informaram que receberam um envelope que continha pó branco, no diretório de campanha de McCain em Centennial, no Colorado", disse o porta-voz do serviço secreto, Eric Zahren.

"O pessoal foi posto em quarentena e o edifício, evacuado", acrescentou.

A emissora FOX News anunciou que entre cinco e 25 funcionários e voluntários estavam no diretório de McCain, em Centennial, subúrbio de Denver, quando abriram a carta que chegou pelos Correios. Essas pessoas foram levadas para o hospital.

Uma porta-voz do adversário de McCain na corrida pela Casa Branca, Barack Obama, disse não ter informação de incidentes similares nas dependências do Partido Democrata.

Depois dos atentados do 11 de Setembro, em Washington e em Nova York, vários políticos e jornalistas receberam envelopes com esporos de antraz, o que espalhou pânico em todo o país, além de deixar cinco mortos.

As autoridades americanas disseram estar "seguras" de que um cientista do governo, que se suicidou no mês passado, foi o único responsável pelos envenenamentos por antraz, nos Estados Unidos, em 2001.

ksh/tt/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG