Amazon vende e-book com documentos vazados pelo WikiLeaks

Depois de deixar de hospedar site que divulgou telegramas diplomáticos, loja virtual tem livro com textos do WikiLeaks

iG São Paulo |

Apesar de ter deixado de hospedar o WikiLeaks, com o argumento de que o site havia violado seu regulamento por publicar arquivos confidenciais da diplomacia americana, o Amazon está vendendo uma versão de documentos vazados pelo WikiLeaks para seu aparelho digital de leitura (tablet), o Kindle.

Trechos dos telegramas diplomáticos disponíveis no WikiLeaks estão copilados em e-book de um autor listado como Heinz Duthel. O livro não está disponível nos Estados Unidos, mas os consumidores podem comprá-lo no Reino Unido por US$ 11,60.

Na página de venda do e-book, o Amazon colocou um aviso sobre o material, que estaria editado, diferentemente do disponibilizado pelo WikiLeaks. “O livro contém análises e comentários relativos às recentes descobertas do WikiLeaks, e não o material original revelado pelo site do WikiLeaks”, diz o comentário.

O material, muitas vezes, traz informações que não vão além do divulgado por jornais, sites e revistas.

Duthel, o autor do livro identificado, também vende livros seus como “Julian Assange. The Whistleblower. Traitor or Hero?", "Secret and Intelligence Service Encyclopedia" e "Discovering Asian Women".

Esta não é a primeira vez que o Amazon é acusado de vendas controversas. No mês passado, o Amazon se viu em meio a polêmicas por vender um guia que aconselhava pedófilos.

*Com AP

    Leia tudo sobre: documentos diplomáticosWikileaksEUABrasil

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG