Alunos de escola alemã voltam às aulas 5 dias após massacre

Berlim, 16 mar (EFE).- Os estudantes da escola Albertville, em Winnenden (sul da Alemanha), retomaram as aulas voluntariamente nesta segunda-feira, cinco dias depois que um ex-aluno de 17 anos promoveu um massacre no qual 16 pessoas morreram.

EFE |

Segundo o diretor do Departamento de Educação da localidade, Wulf Bonitz, as crianças e adolescentes que optaram por voltar às aulas chegaram de ônibus aos seis centros municipais adaptados para funcionar como escola enquanto o futuro do colégio Albertville é decidido.

Os encarregados de dar aula e assistência aos estudantes são professores da escola atacada e psicólogos e pedagogos de centros de ensino próximos.

Um esquema foi montado para que cada centro adaptado funcione com aproximadamente dez professores e psicólogos.

Segundo Bonitz, ainda não foi decidido se a escola Albertville voltará a ser utilizada como centro de ensino ou se será derrubada.

Na quarta-feira da semana passada, Tim Kretschmer, um jovem de 17 anos que já tinha estudado no colégio, invadiu as instalações do centro de ensino e matou a tiros nove alunos e três professoras.

Depois, durante sua fuga, tirou a vida de outras três pessoas, até que, ao se ver encurralado pela Polícia, cometeu suicídio. EFE ih/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG