Alto comando militar iraniano alerta para ameaça dos EUA nas fronteiras

TEERÃ - O vice-comandante da força terrestre do Exército iraniano, general Kiumars Heydari, advertiu hoje da ameaça dos Estados Unidos pelo leste, oeste e sul do Irã.

EFE |

Segundo o alto comando militar iraniano, "embora tenha terminado a guerra com o ex-inimigo do Irã no país vizinho (Saddam Hussein), nosso inimigo jurado (EUA) diminuiu sua distância".

"As forças americanas têm presença nas fronteiras do Irã pelo oeste, leste e sul", disse Heydari em declarações citadas pela agência "Fars", ao acrescentar que, "atualmente, (os EUA) estão fisicamente muito mais perto do Irã".

O vice-comandante afirmou também que, por isso, as Forças Armadas iranianas tem uma presença vital em suas fronteiras, para que o inimigo nem sequer pense em invadir Irã.

"Do ponto de vista geográfico, o Irã esta situado no coração do mundo do Islã e tem papel-chave entre os continentes da Ásia, África e Europa", sentenciou o militar iraniano.

O general disse também que as Forças Armadas têm sob controle qualquer movimento das tropas inimigas nas fronteiras.

Irã e EUA não têm relações diplomáticas desde 1981, devido ao conflito provocado após o ataque de um grupo de estudantes à embaixada americana em Teerã, depois da Revolução Islâmica de 1979, e que mantiveram retidos 52 diplomatas americanos durante 444 dias.

Os EUA acusam o Irã de um possível desvio de seu programa nuclear para fins militares e ameaçou, especialmente sob a Presidência de George W. Bush, usar a opção militar se o diálogo não conseguir convencer Teerã a suspender seu enriquecimento de urânio.

Leia mais sobre Irã

    Leia tudo sobre: irã

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG