perversão da democracia no Zimbábue - Mundo - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Alta comissária da ONU denuncia perversão da democracia no Zimbábue

Genebra, 26 jun (EFE).- A alta comissária da ONU para os Direitos Humanos, Louise Arbour, qualificou hoje de perversão da democracia a atual campanha de violência e intimidação que do regime do Zimbábue contra os opositores, diante das eleições de amanhã.

EFE |

Em comunicado, Arbour pediu que seja feita justiça e que sejam punidos os culpados da violência política contra a oposição no Zimbábue, porque "as vítimas e seus parentes merecem".

Além da mensagem de Arbour, houve um comunicado conjunto de todos os relatores especiais da ONU, no qual expressam sua "preocupação com a recorrente violência política no Zimbábue e outros obstáculos impostos à participação livre e igual dos cidadãos nas eleições presidenciais previstas para 27 de junho".

"Pedimos que o Governo do Zimbábue garanta o respeito aos direitos humanos, e cumpra os princípios e práticas democráticas", afirmaram. EFE vh/an

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG