Al-Qaeda pede por guerra santa contra Mubarak no Egito

Mensagem foi enviada para muitas pessoas e diz que todos egípcios devem

EFE |

O Estado Islâmico do Iraque, organização liderada pela Al-Qaeda nesse país árabe, solicitou que os egípcios declarem guerra santa e estabeleçam na nação africana um Estado baseado na lei islâmica, divulgou nesta terça-feira o SITE Intelligence Group, dedicado a observar as atividades de entidades islâmicas.

O SITE informou em sua página na internet que o "Ministério de Guerra" do Estado Islâmico do Iraque (ISI, em sua sigla em inglês) "ofereceu aos manifestantes sete conselhos" para forçar a renúncia do presidente egípcio, Hosni Mubarak, e evitar que seus partidários se mantenham no poder.

A organização, com sede nos Estados Unidos, divulgou que a mensagem do ISI foi disseminada nesta terça-feira por meio de fóruns de internet voltados a jihadistas. Na mensagem, o ISI teria manifestado que todos os egípcios capazes de combater devem participar da guerra santa contra o regime de Mubarak.

    Leia tudo sobre: egitohosni mubarakmanifestaçõesal-qaeda

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG