Al-Qaeda critica Hamas por posição sobre referendo de paz com Israel

O número dois da Al-Qaeda, Ayman al-Zawahiri, criticou o movimento radical palestino Hamas por sua aparente disposição de obter a paz com Israel, caso um referendo palestino valide os acordos, em uma gravação de áudio disponibilizada na internet.

AFP |

"No que diz respeito aos acordos de paz com Israel, eles (o Hamas) falaram de submetê-los a um referendo, apesar de considerarem os mesmos contrários à sharia (lei islâmica)", declarou Zawahiri.

"Como podem submeter a um referendo algo que viola a sharia?", questiona na mensagem, a segunda de série de declarações supostamente destinadas a responder a perguntas feitas por militantes em fóruns da internet.

O Hamas estaria disposto a reconhecer Israel se um acordo de paz for alcançado e este for aprovado em um referendo palestino, afirmou na segunda-feira em Jerusalém o ex-presidente americano Jimmy Carter, dois dias depois de um encontro em Damasco com o líder do Hamas no exílio, Khaled Mechaal.

Em Damasco, Mechaal desmentiu indiretamente as declarações do Prêmio Nobel da Paz de 2002, ao afirmar que o Hamas "não reconhecerá" o Estado hebreu.

ak/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG