O número dois da Al-Qaeda, Ayman al-Zawahiri, criticou o movimento radical palestino Hamas por sua aparente disposição de obter a paz com Israel, caso um referendo palestino valide os acordos, em uma gravação de áudio disponibilizada na internet.

"No que diz respeito aos acordos de paz com Israel, eles (o Hamas) falaram de submetê-los a um referendo, apesar de considerarem os mesmos contrários à sharia (lei islâmica)", declarou Zawahiri.

"Como podem submeter a um referendo algo que viola a sharia?", questiona na mensagem, a segunda de série de declarações supostamente destinadas a responder a perguntas feitas por militantes em fóruns da internet.

O Hamas estaria disposto a reconhecer Israel se um acordo de paz for alcançado e este for aprovado em um referendo palestino, afirmou na segunda-feira em Jerusalém o ex-presidente americano Jimmy Carter, dois dias depois de um encontro em Damasco com o líder do Hamas no exílio, Khaled Mechaal.

Em Damasco, Mechaal desmentiu indiretamente as declarações do Prêmio Nobel da Paz de 2002, ao afirmar que o Hamas "não reconhecerá" o Estado hebreu.

ak/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.