trataram bem - Mundo - iG" /

Alpinista seqüestrado por PKK diz que seus seqüestradores o trataram bem

Berlim, 21 jul (EFE).- Lars Holger, um dos três alpinistas alemães seqüestrados em 8 de julho pelo Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) e libertados neste domingo, afirmou hoje ao chegar a Munique que seus seqüestradores o trataram bem.

EFE |

Em uma breve entrevista coletiva no aeroporto de Munique, onde os três homens chegaram hoje procedentes de Ancara, Holger disse que ele e seus colegas passaram "dias difíceis", mas que "agüentaram bem".

O alpinista, de 33 anos, foi seqüestrado junto com dois colegas, de 48 e 65 anos, por membros do PKK enquanto praticavam escalada nas proximidades do monte Ararat (leste da Turquia), no último dia 8.

Holger elogiou a colaboração das autoridades alemãs e turcas que, segundo ele, evitou que o seqüestro terminasse "em uma operação militar".

Afirmou que tanto ele quanto os outros dois reféns estão "fisicamente bem", mas afirmou que "psiquicamente resta ainda a fazer" e descartou responder às perguntas dos jornalistas porque, segundo ele, ainda não se sente preparado.

Após serem libertados neste domingo, os três alemães passaram a noite na província de Agri e hoje partiram para Ancara, de onde saiu o avião que os levou de volta à Alemanha.

Em declarações à rede de televisão alemã "ARD", a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, se manifestou ontem "aliviada" pela libertação e não quis excluir que houve um preço por isso.

Ao ser perguntada se a libertação teve um preço político ou houve um pagamento de resgate, Merkel respondeu: "Já sabem que fazemos tudo para conseguir a libertação de reféns". EFE nvm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG