Alpinista italiano regressa ao acampamento-base do K2

O italiano Marco Confortola, de 37 anos, sobrevivente da avalanche da última sexta-feira que matou 11 alpinistas no K2, chegou nesta terça-feira ao acampamento-base e disse que o que viveu foi um inferno. O K2, com 8.611 metros, é o segundo monte mais elevado do mundo.

Redação com agências internacionais |

O acampamento fica a 5.300 metros de altitude, local "bom o bastante para ser resgatado", informou Agostino Da Polenza, chefe das equipes de resgate, ao canal Sky TG24.

EFE
Confortola em foto de arquivo
Confortola em foto de arquivo
Confortola disse, durante uma ligação ao seu irmão, que estava bem de saúde e suas mãos estavam sensíveis ao toque. O alpinista disse que seus pés, no entanto, estavam pretos devido a uma ulceração produzida pelo frio. "De qualquer maneira ainda posso andar", afirmou o alpinista. As extremidades do corpo humano (pés, mãos e nariz) são as partes mais afetadas em situações de temperaturas muito baixas.


Bastante debilitado, Confortola ainda terá que passar mais uma noite no monte à espera do resgate - que será feito por um helicóptero - por causa do mau tempo.

Médicos da equipe de resgate afirmaram que o alpinista já não corre risco de morte. Numa conversa por telefone, Confortola afirmou que está bem, mas que viveu "um inferno" na montanha.

A descida do alpinista italiano começou na segunda-feira quando ele foi levado para um acampamento a 5.900 m de altura com ajuda de outros montanhistas. A transferência teve de ser lenta porque Confortola possui muitos ferimentos pelo corpo causados pelo frio. O piloto do helicópetero ainda espera as condições do tempo melhorem para que a última etapa do resgate seja concluída.

Onze mortes no K2

Uma avanlanche na última sexta-feira deixou onze mortos no K2, a segunda maior montanha do mundo. Três sul-coreanos, dois nepaleses, dois paquistaneses, um sérvio, um irlandês, um norueguês e um francês morreram no acidente.

O K2, com 8.611m, é o segundo monte mais elevado do mundo, depois do Everest (8.848m), mas é o mais difícil de escalar e já cobrou a morte de vários alpinistas que tentaram a proeza.

(*Com informações da AFP, AP e ANSA)

Leia mais sobre K2

    Leia tudo sobre: k2

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG