Alpinista italiano desce o K2 para ser resgatado por helicóptero

O alpinista italiano Marco Confortola, que se salvou da avalanche de neve no K2, montanha localizada no nordeste do Paquistão, na qual morreram onze pessoas, está a cerca de 7.000 metros de altura e desce lentamente para ser resgatado por um helicóptero, anunciaram nesta segunda-feira fontes italianas.

AFP |

A descida do alpinista é muito lenta porque vários de seus membros estão congelados, segundo ele mesmo afirmou a seus companheiros do acampamento de base, de onde a informação foi transmitida para Bergamo (norte da Itália), sede do centro de coordenação das operações de resgate lideradas pelo italiano Agostino Da Polenza.

Confortola está sendo auxiliado por outros alpinistas depois de ter perdido seu equipamento e o telefone celular na avalanche e só pôde se comunicar nesta segunda-feira com seus companheiros do campo de base inferior. "Falou com voz forte e clara", contou Da Polenza.

O alpinista italiano deve descer ainda um trecho longo da segunda montanha mais alta do mundo, depois do Everest, para que possa ser resgatado por um helicóptero.

Segundo o centro de coordenação de Bergamo, durante esta segunda-feira ele deverá percorrer o "caminho Bill", uma área difícil na qual os alpinistas devem usar cordas.

Três sul-coreanos, dois nepaleses, dois paquistaneses, um sérvio, um irlandês, um norueguês e um francês morreram no acidente.

Leia mais sobre K2

    Leia tudo sobre: k2

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG