Berlim, 3 ago (EFE).- O cineasta espanhol Pedro Almodóvar afirmou hoje em Berlim que sempre fugiu da possibilidade de trabalhar com uma namorada, pelos problemas que isso geraria.

"Eu brigaria sempre com uma namorada, mas não com meu irmão", afirmou o diretor, em entrevista coletiva, que enfatizou a boa relação pessoal e profissional com seu irmão Agustín, produtor de seus filmes.

"Nunca há competitividade entre nós. Alguém renunciou a seu ego e esse alguém é ele. Portanto para mim é muito fácil", disse.

O diretor foi a Berlim com Penélope Cruz, para a estreia de seu último filme, "Os Abraços Partidos", que chegará às telas da Alemanha na próxima quinta-feira.

Penélope definiu o diretor como "uma máquina de criação estimulante e inspiradora", que cria personagens inesquecíveis.

"Mas não posso ficar só com um, seria como ter de escolher entre uns dos meus filhos", afirmou.

A atriz explicou, além disso, que cada novo projeto a enche de "inseguranças", algo que considera inerente ao trabalho de ator.

Almodóvar elogiou a "visceralidade" das interpretações de Penélope, que "esconde dentro de si muitas atrizes que ela mesma desconhece". EFE nvm/pd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.