Allawi vence eleição no Iraque; premiê diz não aceitar resultado

BAGDÁ (Reuters) - A coalizão oposicionista e secular de Iyad Allawi conquistou a maior parte dos assentos nas eleições parlamentares do Iraque e o premiê, Nuri al-Maliki, ficou em segundo, apontaram resultados preliminares anunciados nesta sexta-feira. Após a divulgação da apuração, Maliki disse que não aceitará os resultados.

Reuters |

"Com certeza, não iremos aceitar estes resultados", disse o primeiro-ministro em coletiva de imprensa.

A coalizão Iraqiya, de Allawi, conquistou 91 assentos e o bloco de Maliki, Estado da Lei, garantiu 89.

A apertada disputa e o forte apoio de Allawi em províncias sunitas do norte criam um panorama de conversas longas e potencialmente divisivas para a formação de um novo governo.

A Aliança Nacional Iraquiana, grupo xiita cujos líderes têm laços fortes com o Irã, ficou em terceiro, com 70 assentos, de acordo com resultados preliminares divulgados pela Alta Comissão Eleitoral Independente, 19 dias após as eleições parlamentares.

Pouco antes do anúncio dos resultados, duas bombas mataram ao menos 42 pessoas e feriram outras 65 na cidade de Khalis, na província de Diyala, ao norte do país.

(Reportagem de Suadad al-Salhy e Khalid al-Ansary)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG