Allawi, do Iraque, diz que está aberto a conversas de coalizão

Por Rania El Gamal e Muhanad Mohammed Bagdá (Reuters) - O vencedor das eleições no Iraque, Iyad Allawi disse neste sábado, que está aberto a alianças com qualquer facção e que quer formar um governo que tragar relacionamentos sólidos com seus vizinhos regionais.

Reuters |

O bloco secular Iraqiya, de Allawi, ganhou as eleições, de acordo com resultados preliminares divulgados na sexta-feira, por uma margem de duas cadeiras de vantagem no Parlamento, sobre a coalizão liderada pelo primeiro ministro Xiita, Nuri al-Maliki, que disse que ia questionar o resultado.

Com nenhum dos blocos que lideram a eleição perto de alcançar a maioria necessária para governar sozinho, a corrida apertada prenuncia negociações longas para formar o governo, ao mesmo tempo em que o Iraque tenta sair de anos de guerra sectária e as tropas norte-americanas se preparam para deixar o país.

"A lista de decisões da Iraqiya está aberta a todos os poderes, começando pelo partido do primeiro ministro, Murik al-Maliki", disse Allawi durante uma entrevista coletiva.

"O Iraque não pertence a ninguém, nem a um partido, mas pertence a todos os iraquianos."

Allawi --um Xiita secular que foi primeiro-ministro em 2004-2005, depois que a invasão dos EUA derrubou Saddam Hussein-- e seu partido Iraqiya conseguiram 91 cadeiras no Parlamento, contra 89 do partido de coalizão de Maliki, numa votação que expôs o tamanho da divisão sectária no Iraque.

"Esperamos conseguir formar um governo o mais rápido possível. Um governo que seja capaz de oferecer segurança e de fornecer os serviços essenciais necessários ao seu povo."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG