Aliança para Vacinação aprova plano especial de desenvolvimento de vacinas

Genebra, 25 jun (EFE).- O Conselho de Administração da Aliança Global para as Vacinas e a Imunização (GAVI), que tem como parceiros a Unicef e o Banco Mundial, aprovou hoje um plano inicial para centrar seu trabalho em sete novas vacinas para doenças que causam milhões de mortes por ano.

EFE |

As sete vacinas serão para o combate do câncer do colo do útero, da cólera, da febre tifóide, da meningite A, da raiva, da encefalite japonesa e da rubéola.

Sobre a vacina para o câncer do colo do útero, a GAVI pretende erradicar a doença em 85% dos casos.

Segundo os dados da organização, por ano, 500 mil mulheres sofrem desta doença e metade delas acaba morrendo, a maioria delas nos países mais pobres.

A decisão sobre a administração e os fundos para as novas vacinas será tomada no próximo semestre em reunião do Conselho de Administração.

Os membros do Conselho enfatizaram que serão necessários fundos extras para financiar esta nova estratégia, mas, mostraram seu otimismo porque "o sucesso obtido nas campanhas de imunização demonstrarão que é um bom investimento", segundo comunicado da instituição.

A GAVI anunciou na semana passada que com a aplicação de seus programas, a morte de 2,9 milhões de crianças foi evitada nos últimos sete anos.

Segundo os dados da instituição, desde que começou a trabalhar no ano 2000, um total acumulado de 158 milhões de crianças foram imunizadas contra a hepatite B, e outras 28 milhões contra a meningite.

A GAVI conta com o apoio e o financiamento da Organização Mundial da Saúde (OMS) e Unicef, assim como de entidades privadas como a Fundação Bill e Melinda Gates. EFE mh/bm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG