Berlim - A aliança liderada pela chanceler alemã, Angela Merkel, formada pela União Democrata Cristã (CDU) e pela União Social Cristã (CSU), venceu neste domingo com folga as eleições europeias realizadas na Alemanha, afirmam as pesquisas das redes de televisão pública alemãs ARD e ZDF.

Essas duas legendas alcançaram entre 38% e 38,5% dos votos, enquanto o Partido Social-Democrata (SPD), que faz parte da grande coalizão de Governo, teria obtido entre 21% e 21,5%.

De acordo com os levantamentos, os Verdes conseguiriam entre 11,5% e 12%, os liberais (FDP), entre 10,5% e 11%, e o Partido da Esquerda, entre 7% e 7,5%, respectivamente.

Apesar da vantagem, se os números se confirmarem, a CDU e a CSU perderam votos em relação aos resultados das eleições europeias anteriores, há cinco anos, quando obtiveram 44,5% da preferência do eleitorado alemão.

Os social-democratas não saíram do buraco no qual caíram no pleito anterior e ficaram próximos aos 21,5% registrados então.

A quantidade de votos para quase todas as outras legendas também se manteve estável entre a eleição de cinco anos atrás e a atual. A exceção fica para os liberais que, junto com os partidos que apoiam Merkel, são considerados os grandes vencedores do dia.

O FDP saiu de 6,1% do total de votos no pleito anterior para entre 10,5% e 11% no atual.

Faltando quatro meses para as eleições legislativas na Alemanha, os resultados de hoje confirmam as pesquisas que anunciam o fim da atual grande coalizão na Alemanha e apostam por uma nova aliança de centro-direita entre a aliança CDU/CSU e os liberais.

Tanto a "ARD", quanto a "ZDF", calcularam a participação eleitoral em 42%, 2,5 pontos percentuais a menos do que nas eleições europeias anteriores.

Leia mais sobre eleições

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.