Aliança civil que depôs Governo tailandês vira partido

Bangcoc, 25 jun (EFE).- A plataforma civil que contribuiu para derrubar o ex-primeiro-ministro Thaksin Shinawatra, a Aliança do Povo para a Democracia, foi inscrito na Comissão Eleitoral da Tailândia com o nome de Partido da Nova Política.

EFE |

Um porta-voz da Comissão Eleitoral afirmou que a Aliança tinha cumprido todos os requisitos e o processo foi aprovado por unanimidade, informaram os meios de comunicação tailandeses.

O Partido da Nova Política, cujo secretário-geral é Suriyasai Katasila, tem 12 meses para abrir quatro escritórios regionais e registrar cinco mil afiliações.

A Aliança surgiu como uma frente social, apoiada pela elite de conservadores e setores militares, contra a corrupção e o nepotismo do Governo de Shinawatra e seus protestos nas ruas criaram um clima de instabilidade que favoreceu o golpe de Estado militar de 19 de setembro de 2006.

Com Shinawatra no exílio, a Aliança se dissolveu e esteve calada até que os partidários do primeiro-ministro deposto retomaram o poder, nas eleições de 23 de dezembro de 2007.

O programa do Partido da Nova Política inclui o combate à corrupção e a defesa da Constituição de 2007, aprovada durante o Governo instalado pelos militares golpistas.

Por outro lado, o Partido Democrata, que lidera um Governo de coalizão desde dezembro, disse hoje que foram encontrados documentos que afirmam que os seguidores de Shinawatra se preparam para organizar protestos violentos para recuperar o poder. EFE tai/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG