Aliados de Uribe vencem eleição para Congresso da Colômbia

O partido do presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, e seus aliados conquistaram a maioria dos votos na eleição parlamentar de domingo, num teste da política do país antes da eleição presidencial de maio que vai escolher o sucessor do maior aliado dos EUA na região.

Reuters |

O Partido U, de Uribe, e o Partido Conservador asseguraram a maioria dos assentos do Senado, de acordo com resultados parciais. Mas a apuração apertada entre os aliados pode dividir a coalizão se candidatos de ambas as partes decidirem disputar a eleição presidencial do dia 30 de maio.

O líder conservador permanece popular após ter reforçado o combate às Farc e ao tráfico de drogas. A violência na Colômbia diminuiu e o investimento este ano no país deve chegar aos US$ 10 bilhões de , ante os US$ 2 bilhões de quando Uribe chegou ao poder, em 2002.

O resultado sólido do Partido U no pleito de domingo beneficia Juan Manuel Santos, um ex-ministro da Defesa que lidera as pesquisas de opinião e se considera o candidato para continuar a luta de Uribe contra os rebeldes das Forças Armadas Revolucionária da Colômbia (Farc).

Mas Santos não tem o apoio necessário para evitar o segundo turno, em junho, e o resultado apertado da votação para o Congresso pode convencer o Partido Conservador a ignorar uma proposta de Santos por uma candidatura única e apresentar sua própria campanha presidencial em maio.

O Partido U conquistou 27 assentos entre os 102 do Senado. Os conservadores ficaram com 24 cadeiras, enquanto o Partido Liberal, da oposição, terá 18 assentos, de acordo com os resultados iniciais da votação.

Os partidos U e Conservador também conquistaram a maioria dos votos para as 166 cadeiras da câmara baixa do parlamento, de acordo com os resultados preliminares.

A aliança de Uribe, formada pelos partidos U, Conservador, Mudança Radical e um grupo de partidos menores, ficou com a maioria de 68 cadeiras no Senado e 107 na câmara baixa.

Leia mais sobre Colômbia

    Leia tudo sobre: colômbia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG