Aliado de Berlusconi é eleito prefeito de Roma

Por Silvia Aloisi ROMA (Reuters) - Gianni Alemanno, aliado do futuro primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi, venceu na segunda-feira o segundo turno da eleição municipal em Roma, tornando-se o primeiro direitista a governar a cidade desde a queda do fascismo, em 1943.

Reuters |

Alemanno, 50 anos, pertence ao partido Aliança Nacional e fez campanha enfatizando questões de segurança pública. De acordo com resultados preliminares, ele obteve 53,7 por cento dos votos válidos, contra 46,3 por cento do ex-prefeito Francesco Rutelli, do Partido Democrático (centro-esquerda).

Foi um bônus inesperado para Berlusconi, eleito há duas semanas para governar o país. A centro-direita já controla Milão, principal centro financeiro do país.

Berlusconi disse que essa 'histórica vitória' vai 'cimentar o sucesso' de sua coalizão.

A Aliança Nacional tenta há anos se dissociar de seu passado fascista, mas Alemanno provocou polêmica por usar sob a camisa uma cruz celta, símbolo da ultra-direita italiana, que uma lei de 1993 equipara à suástica nazista.

'Serei o prefeito de todos os romanos', disse Alemanno após sua vitória sobre a centro-esquerda, que governa Roma na maior parte dos últimos 30 anos e ininterruptamente desde 1993.

'Um sistema de poder que parecia perfeito desabou e desapareceu', disse Alemanno, que foi ministro da Agricultura nos governos anteriores de Berlusconi.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG