Alexandre Nevski é o principal herói russo, Stalin é o terceiro

A imprensa russa comentava nesta segunda-feira com amargura os resultados de um um concurso promovido pela televisão intitulado o nome da Rússia que colocou o ditador soviético Stalin em terceiro lugar entre os heróis da História da Rússia, eclipsando o vencedor do concurso, o príncipe medieval Alexandre Nevski.

AFP |

O jornal Izvestia, próximo do poder, trazia como título na edição de hoje "A medalha de bronze de Stalin", dedicando dois artigos - um contra e outro a favor - do chamado paizinho dos pobres, a quem são atribuídas milhares de mortes.

O jornal destaca de um lado que, após a extinção da URSS e a crise de confiança que se seguiu, "o país quer vencer, o país quer reencontrar sua força". E Stalin, fundador da potência soviética, é o símbolo de uma Rússia vitoriosa.

Mas o Izvestia reconhece também que Stalin é o pai "dos gulags, dos expurgos de 1937 (...) da deportação de povos inteiros (...) e que, claramente, não se pode confiar em tudo isso".

A pesquisa foi conduzida durante sete meses pelo canal estatal Rossia com resultados apresentados na noite de domingo.

O príncipe Alexandre Nevsky, que foi elevado a Santo, nasceu no dia 30 de maio de 1220 e morreu no dia 14 de novembro de 1263, sendo considerado o grande líder da Rússia medieval; ajudou a preservar a identidade ortodoxa do país durante o período de incessantes ataques vindos do Leste e do Oeste.

alf/neo/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG