Havana, 13 jan (EFE).- Cerca de 30 mil pessoas se deslocaram por cerca de duas horas a lugares altos na localidade oriental cubana de Baracoa na noite da terça-feira, devido ao alerta de tsunami que aconteceu depois do terremoto no Haiti de 7 graus na escala Richter, informou hoje a imprensa oficial.

Segundo o jornal "Juventud Rebelde", "a palavra 'tsunami', que correu de boca em boca entre os habitantes, fez com que, em apenas 20 minutos, mais da metade do povo, residente na área litorânea, evacuasse o mais rápido possível a zona, diante do temor de ondas gigantes".

Muitos residentes em áreas baixas de Baracoa foram para setores altos pouco após sentirem o tremor, às 16h53 (19h53 de Brasília), até antes que um helicóptero da Defesa Civil cubana sobrevoasse a zona, ao entardecer, para pedir a evacuação.

O alerta de possíveis ondas gigantes, que afetava vários países do Caribe, foi retirada duas horas após emitida pelo Centro de Advertência de Tsunami do Pacífico. EFE am/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.