TÓQUIO - Um alerta obrigou hoje um avião da Air China a retornar a Nagoya, centro do Japão, pouco depois de sua partida, e a suspender outros vôos dessa companhia.

Segundo a agência Kyodo, um e-mail -- recebido pouco antes das 13h locais (4 GMT) -- alertava os escritórios japoneses da companhia sobre a existência de uma bomba nas aeronaves, que explodiria para dificultar a abertura dos Jogos Olímpicos de Pequim.

Por esse motivo os vôos da Air China foram suspensos e o avião que havia partido de Nagoya retornou a essa cidade.

Os primeiros controles do Ministério dos Transportes japonês permitiram determinar que não havia anomalias no avião.

Leia mais sobre Air China

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.