Paris, 26 fev (EFE).- O engenheiro do Exército alemão Oliver Knickel e o piloto francês Cyrille Fournier foram escolhidos pela Agência Espacial Europeia (ESA, sigla em inglês) para participarem de uma simulação de uma viagem a Marte junto com outros quatro russos.

Knickel e Fournier, assim como os franceses Cédric Mabilotte e Arc'hanmael Gaillard - como substitutos - foram escolhidos entre os 5.600 candidatos que se apresentaram para este exercício de 105 dias em que terão que viver em condições equivalentes às de uma mudança para o planeta vermelho, explicou a ESA em um comunicado.

A experiência batizada de Mars500, que começará no dia 31 de março, acontecerá nas instalações especiais do Instituto Russo para Problemas Biomédicos com os quatro membros russos da tripulação que foram designados.

Durante estes 105 dias os seis permanecerão isolados pondo a toda a prova todos os elementos simulados de uma missão a Marte, o que incluiria o trajeto até o planeta, o voo em órbita, a aterrissagem e o retorno à Terra.

Desta forma os seis membros da tripulação só terão contato direto entre eles e um contato sonoro com um centro de controle simulado, com a família e os amigos com um atraso na audição de 20 minutos.

Quanto a sua alimentação, será a mesma usada pelos astronautas da Estação Espacial Internacional.

Esta missão experimental precederá outra programada para o final do ano, que neste caso se prolongará durante 520 dias para se equiparar ao período real de uma missão de ida e volta a Marte. EFE ac/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.