Alemanha toma medidas preventivas para eventual quebra da Grécia

"A Europa deve estar disposta com mais força que até agora a apoiar à Grécia para gerar crescimento", diz chefe do Tesouro alemão

EFE |

A Alemanha tomou medidas preventivas para uma eventual quebra da Grécia, reconhece o ministro alemão de Finanças, Wolfgang Schäuble, em declarações adiantadas neste domingo pela revista "Der Spiegel".

O chefe do Tesouro alemão também defende o acordo alcançado com as instituições financeiras privadas da Alemanha para sua participação no novo fundo de resgate para a Grécia.

"Trata-se naturalmente de um sucesso", comenta o ministro, ressaltando que "há dois meses ninguém achava seriamente que conseguiríamos alguma participação privada".

"A Europa deve estar disposta com mais força que até agora a apoiar à Grécia para gerar crescimento", acrescenta Schäuble, observando nesse objetivo "apreciável tarefas e oportunidades para a economia alemã".

Após a aprovação na noite deste sábado do novo pacote de resgate para a Grécia pelos ministros de Finanças da Eurozona, Schäuble fez um apelo às autoridades de Atenas para executar com diligência as medidas estipuladas, entre elas iniciar prontamente a política de privatizações.

* Com EFE

    Leia tudo sobre: GRÉCIA CRISE

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG