Bruxelas, 25 mar (EFE).- A chanceler alemã, Angela Merkel, disse hoje estar disposta a trabalhar em uma solução para a crise na Grécia que combine a ajuda financeira do Fundo Monetário Internacional e empréstimos bilaterais dos membros da zona do euro.

"Vamos trabalhar para conseguir contemplar uma combinação entre o FMI e a ajuda bilateral" dos Estados-membros em que o euro circula, afirmou Merkel ao chegar a Bruxelas para a cúpula de chefes de Estado e de Governo do bloco, onde participará da cúpula de líderes realizado hoje e amanhã.

No entanto, Merkel reiterou que esta ajuda à Grécia só deverá ser empregada em último caso, se o Governo grego não conseguir conseguir financiamento nos mercados.

As declarações indicam uma mudança na postura da chanceler, que até agora resistia à ideia de debater o assunto na cúpula.

Hoje mesmo, pela manhã, Merkel declarou no Parlamento alemão que a "Grécia não precisa de ajuda". Ela também disse que exigiria dos colegas europeus um endurecimento nas regras de disciplina orçamentária na UE. EFE mgs/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.