Alemanha pede nova dinâmica diplomática para resolver conflito no O.Médio

Berlim, 24 jun (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores alemão, Frank-Walter Steinmeier, abriu hoje a conferência para a reconstrução do sistema policial civil e judicial palestino com um pedido de uma nova dinâmica diplomática para a resolução do conflito no Oriente Médio.

EFE |

"São as partes envolvidas que devem avançar na resolução do conflito, mas nós devemos fazer uma decidida contribuição para favorecer este cenário", disse Steinmeier na abertura da conferência, que será seguida por uma reunião do Quarteto de Paz do Oriente Médio.

A conferência de Berlim reúne mais de 40 Estados e tem como objetivo fechar um pacote de ajuda à reconstrução da Polícia civil e da Justiça da Cisjordânia.

A reunião contará com a presença de 23 ministros de Exteriores, entre eles a americana, Condoleezza Rice, e a israelense, Tzipi Livni, além do Alto Representante de Política Externa e de Segurança da União Européia (UE), Javier Solana.

Fontes do departamento de Exteriores alemão cifraram em US$ 183,6 milhões o total necessário para financiar a série de projetos identificados pelos organizadores da conferência e os palestinos.

O objetivo é dotar a Cisjordânia de um corpo de Polícia civil e de outros instrumentos de segurança civil, e servirá para respaldar o Governo do presidente palestino Mahmoud Abbas.

Espera-se que durante a conferência também se aprove um reforço da missão da UE de ajuda à Polícia palestina, batizada como "EUPOL-COPPS", que atualmente conta com 33 especialistas.

Haverá ainda uma reunião do chamado Quarteto de Madri (EUA, ONU, UE e Rússia) que analisará a nova evolução diplomática, após o recente cessar-fogo estipulado entre Israel e Hamas. EFE gc/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG