Alemanha pede à ONU rápida resolução sobre Síria

Pedido ocorre depois que missão de observação da Liga Árabe no país foi suspensa devido à violência; ao menos 210 pessoas morreram

AFP |

AP
Manifestante pró-regime segura bandeira síria em frente de retrato de presidente Bashar al-Assad durante manifestação em Damasco (02/12/2011)
O ministro alemão de Relações Exteriores, Guido Westerwelle, pediu neste sábado a rápida adoção de uma resolução das Nações Unidas sobre a Síria, depois que a missão de observação da Liga Árabe no país foi suspensa devido à violência .

"Uma reação clara do Conselho de Segurança das Nações Unidas se torna cada vez mais urgente" ante uma nova escalada da violência na Síria, segundo um comunicado do Ministério de Relações Exteriores alemão.

Desde a última terça-feira, a violência na Síria deixou ao menos 210 mortos, entre eles 142 civis, segundo cifras compiladas pela AFP a partir de informações oficiais e do Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

O ministro sírio do Interior afirmou neste sábado que o regime está determinado a restabelecer a segurança e "limpar o país de delinquentes" quando este já está há mais de 10 meses submerso na violência por um protesto sem precedentes contra as autoridades de Damasco.

Na sexta-feira, Alemanha, França, Grã-Bretanha e vários países árabes apresentaram ao Conselho de Segurança um projeto de resolução que recupera as grandes linhas do plano anunciado há uma semana pela Liga Árabe.

"Acredito que hoje temos a possibilidade de abrir um novo capítulo sobre a Síria", disse nesta sexta-feira o embaixador alemão na ONU, Peter Wittig, ao se integrar aos debates.

O Conselho de Segurança da ONU está em um impasse há meses sobre a Síria. Rússia e China vetaram uma proposta europeia em outubro, acusando o Ocidente de impulsionar uma mudança de regime.

    Leia tudo sobre: alemanhasíriaviolênciaonu

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG