Alemanha nega rumores sobre renúncia de Merkel

BERLIM (Reuters) - Um porta-voz do governo alemão negou os rumores que circulavam no mercado nesta sexta-feira sobre uma possível renúncia da chanceler Angela Merkel, fazendo o euro se recuperar um pouco na Europa após ter se desvalorizado no mercado asiático. A origem dos rumores não ficou clara, e observadores em Berlim ficaram assustados com a especulação. O porta-voz do governo alemão Christoph Steegmans disse que ficou perplexo com a história.

Reuters |

"Os rumores da renúncia de Merkel vieram do nada", disse Steegman.

O rumor pressionou o euro quase um centavo para baixo ante o dólar no comércio asiático. A negação reduziu as perdas, mas às 10h44 o euro era cotado a 1,4387 dólar, ainda em forte queda.

A coalizão de centro-direita de Merkel enfrenta questões como o corte de impostos, o Afeganistão e a política de saúde, que afetam início do seu segundo mandato. A sua aprovação diminuiu mas ainda é forte, e não há desafiantes dentro do governo.

Os rumores vieram após a publicação de um artigo na revista Time sobre os problemas domésticos da primeira-ministra. O mercado já tinha sido afetado por medo do impacto da crise orçamentária da Grécia sobre o euro.

(Reportagem de Angelika Stricker)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG