Alemanha: navio-cisterna carregado de ácido sulfúrico afunda no Reno

Ainda não há registro se carga de navio vazou no rio; dois tripulantes da embarcação estão desaparecidos

AFP |

Um navio-cisterna que transportava 2,4 mil toneladas de ácido sulfúrico naufragou na manhã desta quinta-feira no rio Reno, na altura de Sankt Goar, entre as cidades alemãs de Koblenz e Mainz (oeste), e dois de seus tripulantes estão desaparecidos, informou a polícia fluvial.

Reuters
Navio com 2,4 toneladas de ácido sulfúrico é visto no rio Reno, na Alemanha
O acidente, cuja causa ainda é desconhecida, aconteceu às 5h locais (2h de Brasília), segundo a polícia.

"Dois membros da tripulação foram socorridos, mas outros dois continuam desaparecidos", indicou um porta-voz da polícia, afirmando que as operações de busca continuam. A circulação fluvial no rio, o mais navegado da União Europeia, foi interrompida por causa do naufrágio.

O barco afundou completamente, ficando apenas com a quilha à vista. Segundo os serviços de assistência fluvial alemães, por enquanto não há registro de sinais de derrame do ácido sulfúrico após o naufrágio.

Segundo as investigações em andamento, o navio, de 100 metros de comprimento, tombou à altura do ponto conhecido como a rocha de Loreley.

Os trabalhos de resgate dos dois desaparecidos estão sendo difíceis por causa da alta do rio Reno durante os últimos dias e porque a temperatura da água é atualmente de 4ºC, o que diminui as chances de alguém sobreviver dentro do rio.

"Não podemos explicar como aconteceu o acidente. Com o nível atual do rio, não sei como atingiu alguma rocha", disse um porta-voz da polícia fluvial.O transporte fluvial no Reno foi interrompido entre as localidades de Bingen e Bad Salzig.

*Com AFP e EFE

    Leia tudo sobre: alemanhatransportenaufrágiorio renoácido sulfúrico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG