Alemanha mantém Koehler na presidência

A Assembléia Federal da Alemanha reelegeu neste sábado o conservador Horst Koehler como presidente do país, abrindo um ano eleitoral que terá votações gerais em setembro.

AFP |

Koehler, ex-diretor do Fundo Monetário Internacional (FMI), de 66 anos, nascido em território que hoje faz parte da Polônia, obteve seu segundo e último mandato de cinco anos no primeiro turno, com os votos de 613 dos 1.223 parlamentares e representantes da sociedade civil reunidos no Bundesrat.

O presidente conservador derrotou a social democrata Gesine Schwan, 65, graças ao apoio dos liberais do FDP, com os quais a chanceler conservadora, Angela Merkel, espera poder formar o governo após as eleições gerais de setembro.

O cargo de presidente da Alemanha é mais simbólico, já que não implica em qualquer poder executivo.

Este ano, a eleição presidencial teve cobertura especial da imprensa alemã, por coincidir com o 60º aniversário da Constituição de 1949, que levou ao nascimento da República Federal, após a queda do nazismo, em 1945.

Próximo ao Bundestag, na região do Portão de Brandeburgo, milhares de alemães celebraram esta noite o aniversário da República Federal, que se tornou a Alemanha reunificada há vinte anos, após absorver a República Democrática alemã.

fbe/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG