A Alemanha é a primeira entre os países do G8, à frente de Grã-Bretanha e França, na luta contra as mudanças climáticas, enquanto o Canadá ocupa o último lugar, depois que os Estados Unidos avançaram uma posição, segundo a classificação da ONG World Wildlife Fund (WWF).

"Cada país adotou medidas, mas são insuficientes para manter o aumento médio das temperaturas mundiais abaixo do limite crítico dos dois graus centígrados em relação aos níveis pré industriais", afirma o estudo.

A classificação é divulgada todos os anos às vésperas da reunião do G8, que desta vez acontecerá de 8 a 10 de julho na Itália.

A lista leva em consideração as melhorias realizadas por cada país desde 1990, a situação atual das emissões de gases que provocam o efeito estufa e a elaboração de políticas ambiciosas e de compromissos internacionais.

A comunidade internacional deve concluir em dezembro em Copenhague um novo acuerdo multilateral de luta contra a mudança climática, que amplie a partir de 2012 os compromissos do Protocolo de Kyoto.

Segundo a ONG, o Canadá fracassou totalmente na aplicação das metas de Kyoto. As emissões aumentam e estão entre as mais elevadas do mundo por habitante.

O Canadá ficou atrás inclusive dos Estados Unidos. Com a posse do presidente Barack Obama, Washington transformou a luta contra o aquecimento global em uma de suas prioridades.

Atualmente, dentro do G8 apenas Alemanha, Grã-Bretanha, França e Rússia cumprem os objetivos.

A ONG acrescenta que as emissões de Japão e Itália são relativamente reduzidas, mas que suas políticas atuais não permitem reduzir mais as mesmas.

ach/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.