Alemanha investiga 1.100 clientes e funcionários do Crédit Suisse por fraude fiscal

A Promotoria de Dusseldorf (oeste da Alemanha) anunciou nesta sexta-feira que abriu uma investigação de 1.100 clientes e alguns colaboradores do Crédit Suisse suspeitos de terem fraudado o fisco alemão.

AFP |

"Estamos investigando 1.100 clientes e colaboradores do banco Crédit Suisse", declarou à AFP Dirk Negenborn, porta-voz da Promotoria.

"A soma depositada pelos clientes do Crédit Suisse chega a aproximadamente 1,2 bilhão de euros", acrescentou.

A Renânia do Norte-Westfália, um dos 16 Estados federados da Alemanha, que tem como capital Dusseldorf, adquiriu no final de fevereiro arquivos informáticos com 1.500 nomes de pessoas que fraudaram o fisco e que possuem contas na Suíça.

De acordo com a imprensa, um disco rígido foi adquirido por 2,5 milhões de euros e permitirá ao fisco alemão recuperar até 400 milhões de euros.

Leia mais sobre: Crédit Suisse

    Leia tudo sobre: bancoscrise nos euasistema financeiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG