Alemanha estuda enviar 1,4 mil soldados contra pirataria na Somália

Berlim, 25 nov (EFE).- O Governo da Alemanha estuda destinar até 1,4 mil soldados para a missão da União Européia (UE) contra a pirataria no litoral da Somália, tanto em fragatas de sua Marinha quanto a bordo de navios mercantes alemães.

EFE |

O contingente alemão que se estuda para a operação "Atalanta" da UE, seria assim muito maior do que o previsto, segundo informações do jornal "Frankfurter Allgemeine Zeitung" e de outros meios de comunicação, que citam círculos governamentais.

Inicialmente, havia sido falado de uma ou mais fragatas, e cada uma levaria 200 soldados.

No entanto, de acordo com as informações da imprensa, estuda-se a possibilidade de destinar também soldados alemães a bordo dos navios mercantes, a fim de proteger as embarcações que transitam pela zona.

A UE prevê que a missão comece em 8 de dezembro, e o Governo alemão anunciou uma decisão a respeito no dia 3 ou, no máximo, no dia 10, para submetê-la depois à decisão do Parlamento alemão.

Em 10 de novembro, a União Européia aprovou o início de uma missão naval para combater a pirataria no Chifre da África. EFE gc/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG