Alemanha descarta gripe suína em paciente procedente do Brasil

Berlim, 3 mai (EFE).- As autoridades alemãs confirmaram hoje outros dois casos de contágios de gripe suína, e com isso o número de pessoas com o vírus A (H1N1) nesse país sobe para oito, entre o total de 20 casos suspeitos analisados, mas descartou que um paciente vindo do Brasil estivesse infectado.

EFE |

O Instituto Robert Koch de Berlim, que centraliza os exames de todo o país, descartou o contágio com esse vírus de um cidadão de 40 anos que chegou com sintomas da gripe a Colônia procedente de Fortaleza (CE).

O alemão trabalha no setor turístico, por isso tem muito contatos internacionais, incluindo com o México.

Os dois novos pacientes são um casal do estado de Brandeburgo que tinha viajado no mesmo avião que outro cidadão, de Hamburgo, que teve antes o diagnóstico confirmado de gripe suína.

O casal apresenta sintomas leves da gripe, disseram fontes médicas.

Os oito casos até agora confirmados na Alemanha evoluíram positivamente e alguns deles receberam alta poucos dias após serem internados para receber tratamento.

Cinco desses casos foram registrados na Baviera, onde também houve dois contágios de pessoa a pessoa, em uma enfermeira que tinha tratado um paciente com o vírus e um homem que compartilhou quarto com o mesmo.

Apesar da evolução positiva dos pacientes e de a doença só ter se mostrado de forma leve na Alemanha, o presidente do Instituto Robert Koch, Jörg Hacker, advertiu que não se deve baixar a guarda. EFE gc/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG