Alemanhã define plano para o Afeganistão depois de quinta-feira

Berlim, 25 jan (EFE).- O Governo alemão de Angela Merkel só definirá sua estratégia para o Afeganistão após a cúpula sobre o futuro do país asiático, que acontece quinta-feira, em Londres.

EFE |

Cristoph Steegmann, vice-porta-voz do Executivo, voltou hoje a negar qualquer decisão sobre o aumento do contingente alemão no Afeganistão, assim como outras possíveis medidas para ajudar no desenvolvimento do país.

"A Alemanha chegará a Londres com uma postura fechada. O Governo alemão tomará suas decisões com base nos resultados da conferência de Londres", disse o funcionário.

Já o ministro de Assuntos Exteriores, Guido Westerwelle, afirmou que nada impede um possível aumento das forças militares alemães no Afeganistão.

"Nunca disse que não poderia haver um aumento das tropas", declarou Westerwelle na noite de ontem, quando participou de um debate na TV.

Por sua vez, o líder da governista União Social-Cristã (CSU), Horst Seehofer, afirmou hoje que todos os setores de sua legenda apoiam o reforço das forças militares.

Vários jornais alemães publicaram nesta segunda-feira que Merkel, Westerwelle e o ministro da Defesa, Karl Theodor zu Guttenberg, já decidiram aumentar o contingente alemão no Afeganistão em 500 homens, para 5 mil soldados.

Um outro veículo informou que o número de militares enviados pode chegar a 1,5 mil. EFE jcb/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG