Alemanha critica decisão da Câmara Alta russa sobre Abkházia e Ossétia do Sul

Berlim, 25 ago (EFE).- O Governo alemão condenou hoje energicamente a decisão do Conselho da Federação (Câmara Alta russa) de pedir ao presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, que reconheça a independência das regiões separatistas georgianas da Abkházia e da Ossétia do Sul.

EFE |

O Governo da chanceler alemã, Angela Merkel, espera que as autoridades de Moscou não atendam esse pedido, advertiu o vice-porta-voz governamental alemão, Thomas Steg, na entrevista coletiva ao término do Conselho de Ministros que aconteceu antes de a Duma (Câmara Baixa russa) pedir a Medvedev o mesmo.

Steg ressaltou que o possível reconhecimento da independência das duas regiões separatistas atenta contra o princípio da integridade territorial da Geórgia.

O porta-voz alemão destacou que a decisão adotada pelo Conselho da Federação russo não é vinculativo para o Governo de Moscou, e tem, a princípio, caráter de declaração.

Além disso, reiterou a exigência de Merkel de que a Rússia cumpra a anunciada retirada de suas tropas de território georgiano, com base no plano de paz assinado.

"Esperamos que os pontos estipulados que não foram cumpridos se resolvam nos próximos dias", disse Steg, que se referiu precisamente à retirada das tropas russas dos controles de estradas em pontos estratégicos, assim como ao fim de sua presença no porto georgiano de Poti. EFE jcb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG