Alemã que abandonou filho recém-nascido na privada é condenada

Berlim, 15 dez (EFE).- Um tribunal de Kiel, no norte da Alemanha, condenou hoje a dois anos e seis meses de prisão uma mãe que abandonou no vaso sanitário seu bebê recém-nascido, que acabou morrendo congelado.

EFE |

O presidente do tribunal, Jorg Bromman, confirmou o veredicto que condena a mulher pelo crime de homicídio por omissão.

A mãe, de 26 anos, tratou os sintomas de gravidez como algo "inoportuno" durante meses e atribuiu seus incômodos na barriga a problemas estomacais, segundo fontes judiciais.

A condenada, que tem um filho de seis anos, escondeu seu estado do pai da criança e deu à luz a menina em outubro de 2007, sozinha e de noite, no banheiro de sua casa.

O recém-nascido foi abandonado na privada e, tempo depois, foi retirado do vaso, lavado, enrolado em um tapete e escondido em uma bolsa para ser jogado posteriormente no lixo, apontou Bromman.

Segundo as provas, é possível que a menina ainda estivesse viva quando foi recolhida por sua mãe, mas morreu pouco depois congelada.

O tribunal determinou que nem o pai da criança nem seu filho - que agora vive com uma outra família - souberam do nascimento e da morte da menina. EFE nvm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG