Nova Délhi, 9 jul (EFE).- Pelo menos 73 pessoas morreram até o momento por beber álcool adulterado no estado indiano de Gujarat, onde a Polícia lançou operações para acabar com os estabelecimentos ilegais de venda.

Mais de 100 pessoas continuam hospitalizadas em Ahmedabad, a principal cidade do estado, disse à agência indiana "PTI" uma fonte policial, acrescentando que o número de mortos pode aumentar, porque alguns dos intoxicados estão em situação muito grave.

As mortes começaram na segunda-feira passada e, desde então, o número de casos aumentou com muita rapidez, segundo a agência indiana "Ians", que cifrou as vítimas fatais em 84 e em 170 os internados em hospitais.

Uma fonte oficial disse a essa agência que a Polícia fechou, até o momento, 1,2 mil estabelecimentos de venda de bebidas alcoólicas e deteve 800 pessoas na região, onde a venda e o consumo de álcool são ilegais.

Nas áreas mais atingidas pelas mortes, vários moradores e comerciantes saíram hoje às ruas gritando slogans contra o Governo e protestando contra a existência de estabelecimentos de venda ilegal de álcool.

O responsável do Interior do Governo regional, Amit Shah, anunciou ontem a abertura de uma comissão de investigação em um comparecimento na Assembleia Legislativa do estado. EFE mb-daa/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.