Venezuela, Cuba, Bolívia, Nicarágua, Honduras, República Dominicana e São Vicente, que formam o bloco da Alternativa Bolivariana para as Américas (Alba) consideram inaceitável a declaração final que deve ser aprovada no fim da Cúpula das Américas, anunciou nesta sexta-feira o presidente venezuelano, Hugo Chávez.

O texto que sairá de Port of Spain "é inaceitável, porque não dá respostas à crise econômica mundial", afirmaram os presidentes da Alba, reunidos desde quinta-feira na cidade venezuelana de Cumaná.

Além disso, o projeto de declaração "exclui Cuba, ignorando o consenso geral existente na região para condenar as tentativas de isolamento" da ilha comunista, acrescentou Chávez, ao ler as conclusões da reunião.

jt/yw/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.