Al-Assad diz que é cedo para julgar políticas de Obama para o Oriente Médio

Beirute, 25 mar (EFE).- O presidente sírio, Bashar al-Assad, assegurou que ainda é cedo para julgar a política da Administração do presidente americano, Barack Obama, em relação ao conflito do Oriente Médio.

EFE |

"É preciso esperar, porque agora (Obama) está estudando como lidar com o processo de paz", disse o chefe de Estado sírio em entrevista publicada hoje pelo jornal libanês "As-Safir".

Al-Assad acrescentou que Obama "anunciou uma postura clara em relação ao Iraque e ao Afeganistão, mas até agora não há uma postura americana sobre o processo de paz" no Oriente Médio.

No entanto, o presidente sírio chamou de "encorajador" o fato de que Washington tenha mostrado seu desejo de escutar a postura de seu país.

Sobre as atuais divisões dentro do mundo árabe, Al-Assad comentou que a reconciliação ainda está em seu início e que sempre há tensão entre alguns países.

Quanto às negociações indiretas de pacificação entre Síria e Israel, interrompidas durante a ofensiva israelense contra a Faixa de Gaza entre dezembro e janeiro passados, o presidente sírio ressaltou que as conversas "fracassaram" quando houve a vontade de avançar "porque a parte israelense não estava preparada".

Al-Assad também falou sobre as relações com o Líbano, afirmando que "estão muito melhores do que antes, mas avançam de maneira lenta por causa da situação libanesa", em referência às divisões entre os políticos do país vizinho. EFE ks-hh/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG